Verão sem manchas: Rotina de Prevenção
Proteja o rosto das agressões do sol, ajudando a evitar manchas e sinais de envelhecimento da pele.

 

O sol, sobretudo quando conjugado com o tempo quente e a oportunidade de desfrutar de momentos de lazer, para uma boa parte da população, é sinónimo de boa disposição e bem estar generalizado. Contudo, sabemos que, o sol que costuma trazer sorrisos aos rostos das pessoas é o mesmo que pode causar sérios danos à pele – e nesta matéria a pele do rosto tende a estar particularmente exposta.

As queimaduras solares, ou escaldões, são o efeito mais visível das agressões solares, mas há outros que, apesar de não se manifestarem imediatamente, põem igualmente em causa a saúde da pele. Os raios solares deixam a pele seca, desidratada e a descamar, ao mesmo tempo que marcam o rosto e outras zonas do corpo com manchas que denunciam o envelhecimento precoce. No entanto, estes riscos podem ser minimizados, apostando na prevenção e moderando a exposição ao sol.

Imprescindível é ainda, e sempre, o uso de um protetor solar, adequado ao seu fototipo e às condições de exposição solar..

A somar aos cuidados essenciais que é preciso ter com a exposição solar, há uma rotina simples que ajuda a devolver um aspeto mais saudável à pele áspera e seca, por vezes manchada, sem brilho ou sem elasticidade.

Ligeira Esfoliação

O primeiro passo está em esfoliar de forma suave e não mais do que 1 a 2 vezes por semana a pele.

Deste modo, remove as células mortas que se acumulam à superfície, estimulando a renovação natural da pele e tornando-a, ao mesmo tempo, mais uniforme.

Hidratação

Depois há que hidratar a pele com produtos hidratantes e emolientes, que devem ser aplicados com generosidade, pelo menos uma vez por dia.

Além da hidratação com recurso a cremes é importante hidratar a partir do interior: não se esqueça de beber muita água ao longo do dia.

Quanto às manchas de hiperpigmentação da pele e aos sinais de fotoenvelhecimento, causados pela ação intensa da radiação solar UV sobre a melanina, é natural que se concentrem nas zonas mais expostas ao sol, como o rosto, as mãos e a zona do decote. De igual modo, são mais frequentes em peles claras e nas pessoas que se expõem excessivamente ao sol, sem proteção.

Caso não se alterem no que toca à cor e ao tamanho, estas manchas e sinais são, regra-geral, inofensivos, mas isso não os torna mais agradáveis esteticamente. É, no entanto, possível atenuá-los, recorrendo a produtos despigmentantes, disponíveis na sua Farmácia, que atuam sobre a melanina, reduzindo a sua produção e aclarando a pele. Saiba, ainda assim, que é preciso ser persistente: do mesmo modo que não surgem de um dia para o outro, as manchas também não desaparecem de imediato. Para as disfarçar, pode também recorrer à maquilhagem corretiva.