Ressonar: causas há muitas
Ressonar é comum. Mas, por vezes, afeta a qualidade de vida de quem ressona e de quem com ele/a vive. O melhor, pois, é prevenir.

 

Quase metade dos adultos ressona de vez em quando. O relaxamento dos músculos da boca e da garganta durante o sono faz com que as vias respiratórias fiquem mais estreitas, dificultando assim a passagem do ar. Ressonar é mais comum nos homens, do que nas mulheres. Nestas, torna-se mais frequente após a menopausa. São vários os fatores que favorecem o ressonar:

  • Os que contribuem para o estreitamento das vias respiratórias:

Excesso de peso e obesidade;

Congestão nasal;

Características pessoais como um desvio do septo nasal ou uma má posição do maxilar;

Aumento das amígdalas ou das adenoides;

Dormir de costas.

 

  • Os que promovem o relaxamento dos músculos e dificultam o controlo da respiração pelo sistema nervoso:

Consumo de bebidas alcoólicas;

Medicamentos que causam sono (pergunte ao seu farmacêutico).

 

  • Os que provocam irritação dos tecidos das vias respiratórias, como o fumo do tabaco.

Se o ressonar não melhorar com medidas preventivas, é conveniente procurar ajuda médica: desta forma, despista e trata a tempo uma possível situação mais grave.