Liberte os seus cabelos da caspa
A caspa é um problema comum mas não há razão para viver com este desconforto. Existem várias alternativas para eliminar as desagradáveis partículas brancas que marcam o couro cabeludo.

 

Seca ou oleosa…

Quando se pensa em caspa, pensa-se quase sempre nas pequenas partículas brancas que se libertam do couro cabeludo e caiem sobre os ombros. Mas, na verdade, a caspa pode apresentar características distintas de acordo com a sua origem e gravidade. Podem, assim, ser considerados dois tipos de caspa:

Oleosa – corresponde a uma manifestação da dermatite seborreica, doença de causa desconhecida. Nesta existe um fenómeno inflamatório causado pelo excesso de oleosidade devido à presença aumentada de certos fungos. Este desequilíbrio pode ser causado por variações hormonais, ou stresse. O resultado é vermelhidão e comichão intensa do couro cabeludo, com escamas oleosas e amareladas que se colam à cabeça.

Seca – pode corresponder a uma forma mais suave da caspa oleosa ou traduzir apenas um fenómeno natural de descamação. Esta descamação pode resultar de uma renovação mais rápida das células do couro cabeludo, do uso de produtos agressivos e do secador, de fricção excessiva, alimentação pobre em minerais como o zinco e vitaminas como as do complexo B, e ainda em certas gorduras. Comichão, partículas secas, muito finas e brancas que se libertam facilmente são as manifestações mais comuns.