Cuidados reforçados em viagem
Durante as viagens de carro, mesmo que em trajetos curtos a segurança das crianças não pode ser descurada.

Entrar num carro e partir rumo a um destino determinado é atualmente quase tão banal como respirar, mas é importante não facilitar, para que todos cheguem bem… e prontos para a próxima viagem. Em todos os casos, mas sobretudo quando as crianças entram no carro, a palavra de ordem é: cautela. Na estrada, a permissividade tem sentido proibido. Tal como para os pais, na frente do carro, no banco de trás o cinto de segurança é “passageiro” obrigatório. Já o acelerador deve ser pisado com conta, peso e medida: uma velocidade controlada e dentro dos limites estabelecidos por lei é crucial para uma viagem segura.

Para proteger o bem-estar dos mais pequenos, é imprescindível usar a cadeirinha,– que deve ser usada em complemento com o cinto de segurança, ambos obrigatórios por lei. Mas nem todas as cadeirinhas são iguais, nem servem para todas as crianças: existem modelos de grupos diferentes adequados à idade, ao peso e ao desenvolvimento de cada uma:

  • Até 13 kg (até cerca dos 15 meses de idade: Grupo 0+

  • Entre 9-18 kg (entre os 12 meses e os 3-4 anos): Gurpo I

  • Entre 15 e 25 kg (entre os 3-7 anos): Grupo II

  • Entre 22 e 36 kg (entre os 6 e os 12 anos): Grupo III

 

A segurança das crianças no carro pode ser ainda acautelada de outras formas:

  1. Bloqueie as portas centralmente e mantenhas as janelas de trás fechadas.

  2. Com sol, ponha protetores nas janelas para impedir a sua incidência direta sobre as crianças.

  3. Se a viagem for longa, assegure paragens regulares para todos descansarem, principalmente as crianças, e beberem água.

  4. Não menos importante, nunca deixe crianças sozinhas no carro.