Cães mais velhos – cuidados com a alimentação
Os cães, tal como os humanos, devem adaptar os cuidados a ter ao longo da vida, para que possam usufruir de um envelhecimento saudável. A começar pela alimentação.

É essencial que:

Comam 2 a 4 vezes por dia, evitando que façam apenas uma grande refeição: o que previne os problemas digestivos e o excesso de peso, e permite detetar uma eventual perda de apetite

 

– Cada dose seja adaptada à idade e peso do animal

 

– A ração seja adequada garantindo o aporte de proteínas (para contrariar a perda de massa muscular), antioxidantes (para estimular as defesas do organismo), fibras (para evitar a obesidade e manter o intestino ativo), sulfato de glucosamina e de condroitina (para as articulações) e ácidos gordos ómega-3 e 6 (para a saúde da pele). Deve ainda conter baixo teor de sal (para prevenir os problemas cardíacos)

 

– Estimule o consumo de água para prevenir a desidratação e os problemas urinários

 

Uma alimentação correta atrasa e previne alguns problemas de saúde associados ao envelhecimento. Opte por rações específicas para cães seniores. Estas, ao contrário da alimentação caseira, garantem o seu equilíbrio nutricional.

 

Cuidar de um animal na terceira idade passa também por adequar a higiene: assim, o banho deve ser reduzido a uma vez por mês, com produtos próprios para peles sensíveis. Já a higiene de olhos e ouvidos deve ser mais frequente.

 

A veterinária é uma das áreas de intervenção da Farmácia, onde encontra aconselhamento e informação sobre a saúde e o bem-estar animal. O farmacêutico é um profissional habilitado a esclarecê-lo sobre os melhores cuidados e os produtos mais adequados para o seu animal nas diversas etapas da vida. E porque o envelhecimento coloca questões muito específicas, a Farmácia ajuda a proporcionar qualidade de vida ao seu companheiro de quatro patas.