Saúde oral sem idade
A saúde oral não tem idade, pelo que os cuidados de higiene devem acompanhar o passar dos anos.

Cuidar da boca e dos dentes e zelar pela saúde no seu todo, e assim também pela qualidade de vida: são os dentes que nos permitem comer sem desconforto, falar e sorrir com confiança.

Mantê-los saudáveis, é, pois, indispensável. Mas é frequente que com o tempo comecem a faltar alguns dentes e que os que ficam convivam com próteses. Também pode acontecer que todos os dentes tenham sido substituídos por uma só prótese – a chamada placa.

Tanto num caso como no outro, há que preservar o bom estado dos dentes e da boca. Quando ainda há dentes naturais, é fundamental escová-los pelo menos duas vezes por dia – uma de manhã e outra ao deitar, de modo a prevenir a cárie dentária.

Já as próteses, sejam parciais ou totais, devem ser escovadas diariamente com escovas próprias de forma a remover eficazmente eventuais resíduos alimentares e depósitos de placa bacteriana. Também diariamente, devem ser mergulhadas numa solução de limpeza adequada, disponível na Farmácia, seguindo as instruções quanto ao tempo necessário para obter uma ação eficaz.

Em matéria de próteses, é ainda importante mantê-las em bom estado e ajustadas à boca: só assim proporcionam conforto na mastigação, na fala e no sorriso.

E independentemente da natureza dos dentes, há que cuidar de toda aboca, nomeadamente das gengivas, língua e palato.

Estes devem ser escovados todos os dias com a ajuda de uma escova de cerdas macias. É meio caminho andado para um hálito fresco e um sorriso bonito. Um caminho que pode ser percorrido com a ajuda de um elixir, sobretudo quando a falta de mobilidade trava os movimentos da mão e impede uma escovagem vigorosa.

A ida regular ao dentista é indispensável, para vigilância e despiste de eventuais problemas de saúde oral.

Afinal, não há idade para um sorriso bonito com saúde…