Saúde de trazer por casa
Faça do seu armário de farmácia uma fonte de bem-estar, sempre que necessário. O segredo está em organizar para cuidar.

Está lá, sempre que precisamos. Mas, mesmo sem darmos conta, podemos não lhe estar a dedicar a atenção devida. Se já nos habituámos a recorrer ao armário de farmácia lá de casa sempre que a situação o exige, é importante ter também em conta que, para que os medicamentos, acessórios ou outros produtos de saúde possam cuidar de nós quando necessitamos, é preciso antes cuidarmos da preparação, organização e localização devidas deste aliado de todas as horas. Afinal, a utilização adequada dos “essenciais de farmácia” é determinante para que estes possam cumprir o seu papel em segurança.

Siga estes passos e garanta o acondicionamento correto dos medicamentos do seu lar:

  1. Para que possa recorrer ao armário de farmácia sempre que houver necessidade, este deve estar num local acessível. Esta regra só se aplica, no entanto, aos adultos: mantenha-o fora do alcance e da vista das crianças e fechado à chave.

  2. Resguarde-o igualmente das condições ambientais adversas: escolha um local seco e fresco (quarto, sala ou corredor, por exemplo). Evite a cozinha e a casa de banho, mas, caso não haja alternativa, afaste os medicamentos o mais possível das fontes de calor ou humidade, que podem alterar as suas características.

  3. Dê preferência a um armário de madeira ou metal e sem vidros, de modo a não deixar passar a luz.

  4. Não se esqueça de conferir com regularidade o que lá está dentro. Desta forma, pode renovar medicamentos e produtos de saúde que estejam em falta ou prestes a terminar e ainda eliminar os que já estejam fora do prazo de validade indicado na embalagem ou que não estejam a ser usados. Estes devem ser entregues na farmácia, para que lhes seja dado o devido encaminhamento, garantido a proteção de todos.

  5. Finalmente, não descure a organização. O armário de farmácia deve ter vários compartimentos, com vista a separar os medicamentos receitados pelo médico dos restantes, bem como separar os medicamentos para adultos dos das crianças. Lembre-se também que os medicamentos devem ser guardados nas embalagens originais, com o respetivo folheto informativo e com a identificação da pessoa a quem se destinam. Se possível, faça ainda uma folha de registo de toda a medicação contida no armário e mantenha-a atualizada.