Refluxo gastroesofágico – Amargo de boca
À entrada do estômago, existe uma válvula que permite a passagem dos alimentos e impede que voltem para trás. Se esta válvula funcionar mal pode permitir a subida dos alimentos misturados com os sucos ácidos do estômago para o esófago – estamos na presença do chamado refluxo. Pela sua acidez, o refluxo irrita as zonas por onde passa e pode causar lesões causando desconforto e dor com sensação de queimadura.

Qualquer pessoa pode ter refluxo, sobretudo depois de uma refeição mais pesada ou mais condimentada. Mas há fatores que aumentam o risco:

  • Excesso de peso;

  • Gravidez;

  • Tabagismo;

  • Bebidas com álcool ou cafeína

  • Alimentos com muita gordura ou ácidos, como os citrinos.

Esta situação pode acontecer ocasionalmente a qualquer pessoa, mas quando se verifica com frequência e interfere com a qualidade de vida fala-se em doença do refluxo gastroesofágico.

E os seus sintomas são:

  • Subida espontânea dos alimentos e ácidos até à boca;

  • Azia (uma sensação de queimadura da parte inferior do peito até à boca);

  • Desconforto no peito;

  • Dor na parte superior do abdómen ou no tórax

  • Garganta irritada;

  • Tosse seca e falta de ar.

  • Rouquidão

O diagnóstico desta doença baseia-se numa análise e avaliação dos sintomas por parte do médico. É um problema crónico, que é importante saber gerir, adotando alguns cuidado no dia a dia. (Leia: Refluxo Gastroesofágico: Como prevenir?)