Rápidos na proteção
Com várias formas e feitios, os pensos rápidos são o melhor aliado quando se trata de proteger e ajudar na cura de pequenas feridas.

Os pensos rápidos são fundamentais tanto na farmácia de casa como na caixa de primeiros socorros do seu emprego ou na que leva no carro, sobretudo para proteger e tratar pequenos cortes ou feridas, que não necessitam de intervenção médica.

Após a lavagem da ferida, a aplicação do penso protege contra a sujidade e, mais importante, protege a ferida do risco de infeções até que se forme a crosta que leva ao processo de cicatrização. Os pensos, salvo indicação em contrário, deverão ser mudados todos os dias, para reduzir o risco de contaminações.  Tal é especialmente importante se o penso se molhar, sujar ou se estiver manchado de sangue.

Dependendo do local onde se deu o ferimento, há geralmente um penso feito a pensar nessa especificidade: para os dedos, para as mãos e braços, para os cotovelos e joelhos e para os pés (para feridas, bolhas e calos). Com vários tamanhos e feitios, lisos ou com desenhos (feitos a pensar nos mais pequenos), opacos ou transparentes, os pensos podem ser ainda resistentes, flexíveis, impermeáveis, respiráveis, hipoalergénicos e possuidores de tecnologia que ajuda a uma cura mais rápida.

E existe ainda a possibilidade, em alguns casos, de optar pelos pensos rápidos em spray, que quando aplicados na zona afetada formam uma película transparente que seca rapidamente e protege contra as infeções.

Aconselhe-se com o seu farmacêutico sobre as opções disponíveis no mercado e garanta a utilização do penso mais indicado à sua situação.