Lombalgias – ajudas para deixar de doer
A maior parte das pessoas, em algum momento da sua vida, sofrem de dores lombares, as chamadas lombalgias. Esta dor pode manifestar-se de forma mais intensa ou ligeira e muitas vezes pode interferir nas atividades do dia a dia.

 

A maior parte das lombalgias trata-se com recurso a medidas de autocuidado e a medicamentos:

Aplicação de calor: colocar um saco de água quente alivia a dor relaxando os músculos e promovendo a circulação sanguínea; cada aplicação não deve ser superior a 20-30 minutos.

Massagens: utilizar para o efeito um creme, pomada ou gel próprio, à venda em Farmácia.

Repouso: por um ou dois dias no máximo, período após o qual se devem retomar progressivamente as atividades habituais

Medicamentos: o médico ou farmacêutico podem ajudar a escolher analgésicos (para alívio da dor) e anti-inflamatórios (para reduzir a inflamação) adequados; por vezes há necessidade de relaxantes musculares.

Se a dor e a inflamação não começarem a ceder ao fim de 72 horas, a situação deve merecer uma avaliação médica obrigatória. O médico também deve ser consultado se a dor irradiar para as pernas e joelhos; se houver febre, náuseas ou vómitos, dores de estômago e fraqueza geral; se a dor impedir os movimentos ou se tiver sido causada por uma ferida; se se prolongar por mais de 2-3 semanas.