Idosos em Casa
A nossa casa é o lugar de maior conforto, onde nos sentimos em segurança. Todavia, e com as limitações próprias do passar dos anos, é também um espaço com risco de acidentes, que importa prevenir. É que a idade, devido a algumas doenças, traz consigo alterações físicas que interferem com a mobilidade, o equilíbrio, a coordenação e a flexibilidade. Ver e ouvir um pouco pior, sentir de vez em quando tremores e tonturas, padecer de dores nas articulações e fraqueza muscular e cansar-se com mais facilidade são fatores que se conjugam e aumentam o risco de acidente, mesmo em casa.

A boa notícia é que é possível prevenir este risco, com a ajuda de algumas medidas que contribuem para o conforto e a segurança em casa.

Antes de mais é importante que o idoso se mantenha fisicamente ativo: caminhar e nadar são atividades adequadas, que podem ser realizadas sem grande esforço e que têm benefícios comprovados.

Um corpo ativo é meio caminho andado, mas há outros cuidados simples e essenciais para prevenir acidentes. A escolha de calçado: sapatos rasos, com uma boa base de apoio e sola antiderrapante, com presilhas ou atacadores e ajustados ao tamanho do pé, são os mais adequados. E no momento de os calçar não se incline: em vez disso, sente-se e procure elevar a perna.

Andar de chinelos ou de meias é de evitar, tal como usar camisas de dormir ou roupões demasiado compridos: tropeçar é fácil… e perigoso. É um risco que se corre também quando a visão começa a falhar, pelo que é conveniente consultar com regularidade o oftalmologista e manter os óculos com a graduação apropriada.

As quedas espreitam também ao levantar-se subitamente depois de muito tempo sentado ou deitado: é que a pressão arterial baixa, podendo causar tonturas e até desmaio. Assim a mudança de posição deve ser lenta e gradual, mantendo sempre um apoio.

A estes cuidados de conforto e segurança devem juntar-se outros, mais orientados para o espaço físico. Uma casa segura é uma casa onde é possível andar à vontade e sem obstáculos: remova mesas, cadeiras, vasos de plantas, caixas ou outros objetos e fios elétricos que dificultem a passagem; prenda os tapetes ao chão ou use tapetes antiderrapantes; mantenha a roupa, louça, alimentos e utensílios de uso diário nos locais mais acessíveis; mantenha o chão seco e não aplique produtos que possam fazer escorregar.