Dicas para controlar a Gota
Para que as crises de gota sejam evitadas, o doente deve ter alguns cuidados, sobretudo a nível da alimentação. É importante ingerir dois a quatro litros de fluidos por dia, dos quais pelo menos metade deverão ser água. Devem evitar-se as bebidas açucaradas, assim como o álcool.

 

A dieta deve ser equilibrada e variada, assegurando a ingestão adequada de fruta, vegetais, cereais integrais e derivados do leite sem gordura ou pobres em gordura (este tipo de produtos lácteos tem vindo a demonstrar um efeito protetor em relação à gota).

A carne e o peixe devem ser ingeridos, mas em quantidades limitadas e devidamente controladas.

A manutenção de um peso adequado é essencial. Perder peso, quando necessário, diminui a pressão exercida sobre as articulações e, consequentemente, evita o agravamento da situação. Contudo, é de evitar jejuns prolongados ou perdas muito rápidas de peso que podem causar elevações temporárias do ácido úrico.

Cuidado com…

Alguns alimentos e medicamentos tendem a aumentar os níveis de ácido úrico e podem causar crises de gota: mariscos, carnes vermelhas, álcool, bebidas açucaradas, Aspirina ® (e todos os medicamentos contendo ácido acetilsalicílico), alguns diuréticos e imunossupressores.

Há cuidados essenciais que contribuem para controlar as crises de gota e, sobretudo, para as prevenir:

  1. Evite alimentos ricos em purinas (por exemplo vísceras, carne de animais jovens, marisco)

  2. Faça uma dieta baixa em calorias

  3. Mantenha o seu peso dentro dos valores normais

  4. Evite bebidas alcoólicas, em particular a cerveja

  5. Beba água em abundância (cerca de 2 litros por dia)

  6. Consuma leite e produtos lácteos magros, porque ajudam a reduzir o ácido úrico

  1. Pratique exercício físico moderado e adequado à sua condição para não forçar as articulações

  2. Evite medicamentos e outros produtos que possam favorecer a acumulação de ácido úrico. Informe-se junto do seu farmacêutico.

  3. Controle o ácido úrico