Antes que os dentes doam…
Um sorriso aberto é meio caminho andado para nos sentirmos confiantes. Mas, para isso, é preciso que por trás do sorriso esteja uma boca saudável, da qual se liberte um hálito fresco, o que só se consegue mantendo uma boa higiene oral, mantendo os dentes livres de cáries e as gengivas sãs. Para isso é essencial incorporar no dia a dia alguns cuidados.

O primeiro é a escovagem dos dentes. No mínimo duas vezes por dia – de manhã e ao deitar – mas idealmente após cada refeição, para evitar que os resíduos dos alimentos permaneçam entre os dentes. É que a acumulação destes resíduos contribui para o desenvolvimento da placa à placa bacteriana, que vai destruindo a estrutura dentária.

Para evitar a formação de placa, as melhores armas são a escova de dentes, um dentífrico com flúor e o fio dentário. A boa utilização destas “armas” é fundamental:

  • A escovagem deve abranger toda a superfície dos dentes, escovando sem vigor excessivo, para não agredir as gengivas nem danificar a superfície dos dentes (esmalte), e sem esquecer a língua, o céu-da-boca e a face interior das bochechas.
  • A escova deve ter o tamanho adequado e ser macia para evitar agressões aos dentes e gengivas.
  • O dentífrico deve conter entre 1000 e 1500 ppm de flúor, verifique sempre no rótulo.
  • Como a escova não chega a todo o lado, é preciso complementar a sua ação com o fio dentário: é entre os dentes e na linha que fazem com as gengivas que se escondem os restos dos alimentos que, se ficarem esquecidos, vão formar a inconveniente placa.

Como complemento é pode ser utilizado um elixir com flúor que contribui para o fortalecimento e proteção dos dentes e para uma boca mais limpa e mais fresca.